Junho Violeta

0

Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), o mês de junho ganhou a cor violeta para destacar a conscientização e o combate à violência contra os idosos. Neste atual momento que a sociedade vivencia diante da pandemia do novo coronavírus, os números de violência doméstica cresceram mundialmente.

As características mais comuns da violência contra o idoso envolvem abusos psicológicos (palavras que rebaixem a autoestima a apelidos humilhantes), abusos financeiros (usar o dinheiro de aposentadoria ou benefício do idoso para outros fins), negligência (não levar para acompanhamento de profissionais de saúde bem como não auxiliar nos cuidados com a higiene), além dos abusos físicos e sexuais.

É importante relatar o ato de violência contra os idosos, seja físico, psicológico, moral, patrimonial ou sexual e para denunciar, basta discar 100 ou 190, serviço que funciona 24 horas e as ligações são gratuitas.

Considerar os idosos como verdadeiros companheiros é fundamental para a saúde mental.

A família, a sociedade e o Estado têm o dever ainda de assegurar a participação da pessoa idosa na comunidade, defendendo sua dignidade e bem-estar e garantindo-lhe o direito à vida. A responsabilidade pelo idoso é de seus parentes e a prevenção se dá com o acompanhamento (de familiares ou cuidadores), que ao identificar qualquer sinal de violência, deve denunciar. A família, a sociedade e o Estado têm o dever ainda de assegurar a participação da pessoa idosa na comunidade, defendendo sua dignidade e bem-estar e garantindo-lhe o direito à vida.

#junhovioleta #assistenciasocial #denuncie #violenciacontraidosos

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here